Rs=w:350,h:263,i:true,cg:true,ft:cover?cache=true

Um smartphone pode ser uma ótima ferramenta de aprendizado e entretenimento para as crianças. Mas pode também oferecer riscos. Saiba como monitorar e cuidar dos seus filhos no uso do celular.

Você lembra de como foi sua infância? Dependendo de sua idade, certamente era possível brincar com os amigos na rua, fazer um lanche com seus irmãos ou jogar videogame, que na época, era uma grande revolução tecnológica. Com a insegurança das cidades, as crianças de hoje não podem mais brincar na rua, mas como nós, também são atraídas pelos games e aplicativos, agora no smartphone. E não há problema no uso saudável do equipamento, mas os pais precisam saber da importância do monitoramento e cuidado com as crianças no uso do celular.

Criança x celular

Como todo equipamento tecnológico, o celular tem pontos positivos e negativos que devem ser avaliados pelos pais na hora de liberar o uso pelas crianças. Afinal, esse tipo de recurso abre as portas para centenas de novas informações e é necessário fazer um filtro do que pode chegar no seu filho. Não é à toa que muitas famílias buscam por aplicativo para monitorar celular dos filhos, para saber o que as crianças estão fazendo e se estão aproveitando o tempo de uso de forma adequada.

Para o aprendizado, elementos tecnológicos podem servir como um bom atrativo para os pequenos. Pense da seguinte forma: se na sua infância você pudesse escolher entre vários

livros da enciclopédia ou um jogo que ensinasse os conceitos que você busca, o que você iria preferir? Assim, é fácil de entender porque as crianças são tão atraídas pelas cores da tela do celular.

Em uma busca rápida na loja de aplicativos é possível encontrar centenas de recursos, que servem para monitorar celular filhos ou reforçar lições da escola, como matemática, gramática, entre outros. Além disso, se você percebe uma aptidão na criança, os aplicativos também podem ajudar a desenvolver habilidades, como artes, música e programação. É uma forma simples e divertida de incentivar o conhecimento.

Entretanto, é bom que os pais estejam atentos! Além de monitorar celular filhos para saber o que eles estão acessando, é importante limitar o tempo de uso. Pesquisas recentes apontaram que o uso do celular pelas crianças pode causar falta de sono e prejudicar o desempenho na escola - afinal, as escolas não são “tão” divertidas quanto as cores dos aplicativos.

Controle do celular

Se você tomou a decisão de liberar o uso do smartphone pela criança, fique atento para monitorar celular filhos. Para as crianças bem pequenas, que ainda utilizam o celular dos pais, o cuidado deve ser relacionado ao conteúdo impróprio presente em conversas de grupos de Whatsapp, além das buscas que a própria crianças faz em sites como YouTube. Você pode limitar algumas áreas de acesso e até esconder ícones de aplicativos que você não gostaria que seu filho tivesse acesso. Quanto aos vídeos, vale a pena baixar o YouTube Kids, que conta somente com conteúdo que as crianças podem assistir. São apenas algumas indicações de várias dadas por especialistas para proteger seu filho na internet.

Agora, se o seu filho já tem o próprio smartphone, você pode instalar um 'aplicativo para monitorar celular dos filhos. Hoje, com as cidades cada vez mais inseguras e as crianças com mais atividades na agenda, saber onde exatamente seu filho está pode ser um desafio - e causar muita preocupação ou atrapalhar a rotina da criança. Por isso, um aplicativo para monitorar celular dos filhos é bastante útil, já que ele informa em tempo real onde a criança está e até mostra onde ela esteve anteriormente.

Muitas pessoas podem achar que ao monitorar celular dos filhos você está invadindo a privacidade dele. Na verdade, o monitoramento e cuidado com as crianças no uso do celular é fundamental para que eles tenham uma relação saudável com o equipamento, fazendo com que somente o conteúdo adequado chegue ao seu conhecimento, além de servir de instrumento de segurança para proteção do seu filho. Ao cuidar com o que o pequeno tem acesso, todos saem ganhando na relação criança x celular.