Foto: Assessoria Rs=w:350,h:263,i:true,cg:true,ft:cover?cache=true Deputados e sindicatos se reuniram nessa quarta-feira (26)

O presidente da 9ª da Comissão de Direitos Humanos e Segurança Pública da Assembleia Legislativa de Alagoas, deputado Cabo Bebeto (PSL), recebeu nessa quarta-feira (26) dirigentes do Sindicato dos Policiais Civis (Sindpol-AL) e da Associação dos Policiais Civis (Aspol-AL) para discutir o conteúdo da Portaria nº 0153, da GPJ1, que regulamenta o plantão de policiais em delegacias da capital e área metropolitana.

Os representantes das entidades policiais, Ricardo Nazário (Sindpol-AL), Hebert Melanias, Maurício Torres e Lopes Júnior (Aspol-AL), explicaram que a portaria vem causando transtornos aos escrivães, que estão sendo obrigados a cumprir o plantão em delegacias diversas, às previamente escaladas, na ausência dos delegados. "Queremos resolver essa questão de forma amigável, porque não concordamos com a atual situação", apontou Nazário.

Após os relatos, o deputado Cabo Bebeto se colocou à disposição para colaborar com o caso e anunciou uma nova reunião para o dia 1º de agosto, com o objetivo de proporcionar um melhor entendimento entre as partes envolvidas. "Vamos convocar o delegado-geral da Polícia Civil, Paulo Cerqueira, e convidar o promotor de Justiça, Magno Alexandre, no sentido de buscar soluções efetivas para o que foi exposto", enfatizou.

Também participaram da reunião os deputados Yvan Beltrão (PSD), Dudu Ronalsa (PSDB) e Ângela Garrote (PP), membros da comissão.

*com Assessoria