Agência Câmara Rs=w:350,h:263,i:true,cg:true,ft:cover?cache=true Marx Beltrão

O deputado federal Marx Beltrão (PSD) afirmou nesta quarta-feira (19) ao Cada Minuto que “Ministério do Meio Ambiente precisa investigar a morte de quantidade expressiva de peixes em Marechal Deodoro, devido a gravidade do ocorrido na Lagoa Manguaba”. E para buscar esta apuração federal do caso, o parlamentar protocolou em Brasília requerimento destinado ao ministro do Meio Ambiente, Ricardo Sales, solicitando apuração do Ministério acerca do desastre ambiental registrado no último domingo.

“Confio no profissionalismo e isenção das autoridades ambientais de Alagoas, tanto do IMA, quanto da Prefeitura de Marechal,  porém acredito que a presença de agentes do Ministério do Meio Ambiente nesta apuração poderia, em muito, colaborar para conhecermos as causas desta tragédia ambiental. Além do mais, com mais subsídios, novos desastres poderiam ser evitados. O Complexo Estuarino Lagunar Mundaú Manguaba é um patrimônio de Alagoas, mas também de todo o Brasil. Por isso seria importante esta atuação das autoridades ambientais federais nesta caso”, destacou Marx Beltrão.

No requerimento destinado ao ministro Ricardo Salles, o parlamentar pede para o Ministério apurar “a possibilidade de instauração de processo no âmbito do Executivo federal para a apuração dos causadores desta mortandade e seus impactos, visto que se trata de um patrimônio natural do país”. No mesmo documento, Marx pergunta também “como funciona e como se dará o processo de responsabilização dos possíveis responsáveis pela mortandade em massa de peixes, de diversas espécies, em Alagoas”. O ministro tem um prazo de 30 dias para responder as questões propostas por Beltrão.

Milhares de peixes, de várias espécies, apareceram mortos às margens da lagoa Manguaba, na localidade conhecida como Broma, em Marechal Deodoro, na manhã de domingo (16). Após o fato, o prefeito da cidade de Marechal Deodoro, Cacau Filho, afirmou em um vídeo publicado em suas redes sociais que equipes do Instituto do Meio Ambiente (IMA) e da Secretaria Municipal do Meio Ambiente realizariam uma ação de coleta da água da lagoa Manguaba em diversos pontos para que possam analisar e identificar o que tem ocasionado a mortandade de diversos peixes na região.