Para fugir do estresse e da rotina intensa do dia a dia é muito comum que as pessoas pratiquem algum tipo de hobby. A satisfação em criar e produzir algo com as próprias mãos é o que faz com que muitos procurem pela marcenaria não apenas como válvula de escape, mas como uma forma de expressão artística.

A marcenaria é uma das profissões mais antigas do mundo e ainda é considerada uma modalidade artesã, pela característica manual e estilo de produção individual das peças. Ela permite desenvolver a criatividade como uma obra de arte, pois carrega as características únicas de quem fabrica de forma independente.

Seja por influência familiar ou pela afinidade com este tipo de arte, os marceneiros por hobby sentem uma enorme satisfação ao ver a sua obra pronta. Geralmente produzem algum tipo de móvel para sua própria casa, amigos, familiares ou ainda vendem suas peças como mais uma fonte de renda.

Um ponto positivo é que, para praticar essa atividade, só é necessário ter um pequeno espaço em casa e as ferramentas básicas que ajudem a execução dos projetos. É fácil montar uma oficina caseira sem necessariamente precisar desembolsar muito dinheiro. Também é possível que os cortes das madeiras sejam feitos em lojas especializadas evitando o gasto com máquinas com custo mais elevado. O importante é garantir que o ambiente de trabalho seja seguro.

Se você tem interesse em começar com este hobby, confira a lista com as oito ferramentas indispensáveis para montar a sua própria marcenaria:

1- Régua de aço 

Para garantir uma marcação precisa, opte por uma régua que seja produzida com material resistente. Elas existem em tamanhos de 15 cm a 100 cm e você pode obter a que for mais conveniente para o tipo de trabalho que fizer.

2- Esquadro

É uma das ferramentas mais antigas usadas na marcenaria e tem como finalidade marcar o ângulo da peça trabalhada, de forma que quando estiver pronta, fique o mais reta possível. Antes de comprar, verifique se o esquadro mede com perfeição os ângulos de 45º e 90º.

3- Trena

É item básico para a medição correta dos pedaços de madeira. Antes de comprar a sua, verifique se a fita é forte para não deixar marcas. Investir numa de 3 metros é suficiente.

4- Serras

Existem inúmeros tipos de serras. Elas servem para fazer o corte com mais controle e precisão. As mais indicadas são a serra circular de bancada, serra tico-tico. O serrote japonês também é um dos queridinhos porque, além de ser manual e ter um preço mais acessível, não entorta com facilidade e é muito fácil de utilizar.

5- Furadeira/Parafusadeira

Por serem mais leves e práticas, esses itens devem fazer parte da sua marcenaria, pois facilitam o trabalho de instalação e montagem. Monte o seu kit com pregos, parafusos e brocas de boa qualidade.

6- Lixadeira de cintas

Esse tipo de lixadeira é fácil de manusear e vai te ajudar na fase de semiacabamento. Sua função é alisar as superfícies da madeira e remover o verniz e tinturas que por acaso haja nas peças utilizadas.

7- Grampos

Na marcenaria, os grampos servem para manter as peças unidas durante o processo de marcações, colagens e cortes. É uma ferramenta que facilita muito a precisão. É necessário ter vários, mas a boa notícia é que, em geral, têm o preço bastante acessível.

8- Formões

Os formões são as ferramentas utilizadas para esculpir e entalhar a madeira. Eles servem para auxiliar no processo de acabamento. Existem vários modelos (curvado, em formato de U, japonês) e, portanto, a escolha é individual, de acordo com o seu estilo de trabalho. Por serem afiados, o ideal é manuseá-los com luvas de proteção. Invista em peças de melhor qualidade para garantir um bom trabalho.