Foto: Assessoria Rs=w:350,h:263,i:true,cg:true,ft:cover?cache=true

Durou quase duas horas, a reunião na manhã  desta quarta-feira (22), na sede da Câmara Municipal de Arapiraca, entre vereadores, representantes da Frigovale e, também, dos Marchantes. 

Segundo o presidente da Casa, Jario Barros, o encontro serviu para discutir a questão relacionada ao valor cobrado pelo abate, que gerou toda essa polêmica, que já vem se arrastando há bastante tempo. 

Foram colocadas à mesa, várias propostas e na  oportunidade, ficou definido que haverá uma nova reunião marcada para o próximo dia 28. 

De acordo com o representante da Associação dos Marchantes, Marlos dos Santos, por enquanto- alguns deles decidiram fazer os abates na Nutrial, que fica na cidade de Propriá(SE). 

Falando à imprensa, momentos antes do encontro,   Jario Barros, lembrou que esta reunião foi provocada pelo vereador Pablo Fênix, que resultou em uma audiência pública, quando representantes dos marchantes e moradores do Conjunto Habitacional Brisa do Lago, haviam solicitado dos vereadores, a intervenção para a questão ambiental, principalmente o mal cheiro provocado pela Frigovale.

Jairo Barros voltou a lembrar, também, que o   objetivo do encontro dos vereadores, representantes dos marchantes e da Frigovale, era fazer uma recomendação as autoridades competentes, para que a empresa desse uma justificativa plausível a todos os arapiraquenses.

Ainda de acordo com o presidente, o Poder Legislativo não tem o poder de fazer o “destrato”, como se tem colocado nas redes sociais, mesmo porque, segundo ele, a própria empresa alega que está apenas cumprindo o contrato feito ainda na época da ex-prefeita Célia Rocha.

Participaram da reunião de hoje, os vereadores Jario Barros, Sérgio do Sindicado, Dr. Fábio, Melquisedec de Oliveira, Gilvânia Barros, Márcio Marques, Pablo Fênix, Thiago ML e Fabiano Leão.