Foto: Vinicius Firmino Rs=w:350,h:263,i:true,cg:true,ft:cover?cache=true Deputada Fátima Canuto

Duas indicações protocoladas pela deputada Fátima Canuto foram lidas e colocadas em discussão nessa quinta-feira (16) na Assembleia Legislativa de Alagoas (ALE). Nas indicações, a deputada pede a retomada de dois programas: o das Cestas Nutricionais e o do Programa de Aquisição de Alimentos (PAA). Ambos, segundo a deputada, são importantes para os alagoanos.

Segundo a parlamentar, a retomada do programa das cestas nutricionais beneficia as gestantes e nutrizes do estado que estão em situação de vulnerabilidade social. “Com o programa, as nutrizes e gestantes podem ter uma complementação alimentar, promovendo a segurança nutricional, além de garantir a assiduidade às consultas pré-natal”, colocou a deputada.

Fátima ainda reforçou que o programa reduz de forma significativa o índice da mortalidade neonatal e infantil em Alagoas.

Já sobre a retomada do Programa de Aquisição de Alimentos, a deputada enfatizou que o programa criado pelo Governo do Estado recebe aporte financeiro do Fundo Estadual de Combate e Erradicação da Pobreza (Fecoep) e preenche parte da lacuna criada com o corte de recursos promovido pelo Governo Federal, no PAA financiado com recursos do Ministério do Desenvolvimento Social - MDS.

“O PAA alagoano, na modalidade de compra com doação simultânea, beneficia os agricultores dos municípios alagoanos organizados por meio das associações e cooperativas, que poderão vender a produção a preço justo”, comentou a deputada.

Ainda segundo a deputada, o programa é administrado pela Emater e além de atender as famílias em situação de insegurança alimentar e nutricional que terão acesso aos produtos por meio de instituições integrantes da rede socioassistencial, o PAA também abastece hospitais  restaurantes populares e o sistema prisional. “Os alimentos vão desde frutas, verduras, tubérculos e derivados do leite”, completou Canuto.