Foto: Cristóvão Santos/Cada Minuto Rs=w:350,h:263,i:true,cg:true,ft:cover?cache=true Em Maceió, Guilherme Boulos vai participar de ato na UFAL nesta quinta-feira

Em Maceió, o ex-candidato à Presidência da República, Guilherme Boulos (PSOL) conversou com a reportagem do Cada Minuto na manhã desta quinta-feira (16) e comentou sobre a polêmica envolvendo a fala do presidente Jair Bolsonaro (PSL) que chamou os manifestantes de “idiotas úteis”. Para Boulos, "se existem alguém inútil no país esse alguém é o Bolsonaro".

Boulos ressaltou que ao chamar os manifestantes de idiotas úteis, Bolsonaro desrespeitou mais de um milhão de brasileiros que foram às ruas defender a educação pública. "Ele não tem preparo e nem capacidade para governar o país".

“Alguns jovens estavam participando da primeira manifestação da vida e foram chamados de idiotas, imbecis. Isso é lamentável”, enfatizou Guilherme.

Para o ex-candidato, Bolsonaro não tem preparo para governar o país já que esteve por 28 anos no Congresso Nacional e só aprovou dois projetos durante seu mandato. "Ele foi um parlamentar ocioso", disse.

Guilherme voltou a reafirmar que o presidente não pauta questões que o Brasil precisa – emprego, educação, geração de renda – mas que fica o dia inteiro no Twitter.

Boulos participa nesta quinta-feira (16) na Universidade Federal de Alagoas (UFAL) de um ato público em defesa da educação. A ação foi motivada pelos cortes de 30% determinados pelo governo federal na educação. A medida gerou protestos pelo Brasil inteiro nessa quarta-feira (15). Na capital, cerca de 5 mil pessoas participaram da manifestação.

*estagiário sob a supervisão da editoria