Foto: Divulgação Rs=w:350,h:263,i:true,cg:true,ft:cover?cache=true Tribunal de Justiça de Alagoas

O réu José Luan da Silva, acusado de roubar e estuprar uma jovem de 15 anos, na cidade de Viçosa, foi condenado a 15 anos e dois meses de reclusão. A decisão, da juíza Joyce Araújo dos Santos, foi publicada no Diário de Justiça Eletrônico desta terça-feira (14).

O crime ocorreu no dia 4 de setembro de 2011. De acordo com os autos, a jovem voltava de um baile, por volta das três horas da manhã, na companhia da prima e da avó, quando foi abordada pelo réu. José Luan as ameaçou com uma arma de fogo e roubou dois celulares. Logo em seguida, puxou a jovem e a levou para um local isolado, onde, segundo a acusação, praticou o estupro.

Em depoimento, o réu negou o crime. Para a magistrada, a palavra da vítima em casos de estupro assume vital importância para o deslinde dos fatos e deve ter atenção especial no momento da valoração das provas.

“As declarações da ofendida, por encontrarem absoluta conformidade em relação aos fatos noticiados pelas testemunhas, e, ainda, estarem de acordo com as demais provas existentes nos autos, revestem-se de força suficiente para embasar o decreto condenatório”, afirmou.