Foto: Cortesia Rs=w:350,h:263,i:true,cg:true,ft:cover?cache=true Torcedores utilizaram as redes sociais para denunciar o ato da PM

Após as denúncias dos torcedores do CSA que afirmaram que a Polícia Militar agrediu os que comemoravam a vitória do time, a PM se posicionou nesta segunda-feira (22) por meio de nota e enfatizou que "reagiu a agressões de torcedores dentro da normalidade".

Em nota, os militares relataram que agiram dentro dos meios legais “após terem sido agredidos por alguns torcedores”. Segundo a PM, foi registrado no Boletim de Ocorrência que desligassem o som e houve revolta por parte de torcedores, que jogaram pedras, garrafas e outros objetos nos policiais, causando o tumulto.

Em um vídeo que circula nas redes sociais, os torcedores gritam aos policiais que as balas de borrachas e as bombas de efeito moral poderiam causar ferimentos nas crianças presentes no local, que acompanham os pais durante a comemoração.

Segundo informações da PM, “foi necessário utilizar os meios necessários para dispersar, conter e resguardar os que estavam no local”.