Foto: Ilustração / Agência Brasil Rs=w:350,h:263,i:true,cg:true,ft:cover?cache=true

Um funcionário da prefeitura de Craíbas, no Agreste alagoano, foi preso nesta terça-feira (16), acusado de estupro de vulnerável. O crime aconteceu há 9 meses e a vítima é um menino de 12 anos, morador do município. Em depoimento, o homem confessou o crime.

De acordo com informações policiais, Alex Sandro da Silva, 33 anos, estava sendo investigado desde o ano passado. O crime aconteceu em julho de 2017. O suspeito teria abordado o menor no momento em que ele retornava para casa, após ter ido a um mercadinho, acompanhado de um primo de 10 anos idade.

Ainda segundo a polícia, na ocasião, Alex Sandro teria pedido ajuda as crianças para colocar umas caixas dentro do seu veículo. Em seguida, ele convenceu os menores a entrar em sua residência e fechou a porta de chave, para que eles não saíssem.

Conforma à denúncia, o homem levou o menor para o seu quarto, tirou suas roupas e abusou do mesmo com a prática de sexo oral. A vítima ainda teve o braço lesionado devido à força utilizada pelo abusador durante o ato. Alex Sandro liberou as crianças depois de ter praticado o crime.

Também na época, a vítima foi encaminhada ao Instituto Médico Legal (IML) de Arapiraca, onde fez exame de corpo de delito que comprovou o abuso.

Alex Sandro foi detido no momento em que chegava para trabalhar, por policiais do 62º Distrito Policial, em ação comandada pelo delegado Igor Diego Vilela. Os militares cumpriam um mandado de prisão preventiva, expedido pela 1ª Vara da Infância da Comarca de Arapiraca.

O servidor municipal foi levado para a Central de Polícia de Arapiraca, onde confessou o crime e permanece detido à disposição da Justiça.

A Prefeitura de Craíbas confirmou que o homem é contratado do município e disse vai aguardar mais informações para se posicionar sobre o caso.

*Estagiária sob supervisão da editoria