Foto: Cortesia / Arquivo Rs=w:350,h:263,i:true,cg:true,ft:cover?cache=true Viatura do Samu

Atualizada às 14h20

Segundo o relatório Centro Integrado de Operações (Ciosp), deste domingo (14), o jovem identificado como, Alesson Carlos da Silva, 23 anos, que morava na cidade de Marechal Deodoro, na região metropolitana de Maceió foi atingido por quatro disparos de arma de fogo na nuca, próximo ao papódromo no bairro do Vergel do Lago.

Ainda segundo o relatório, ao solicitar apoio do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), para que o óbito viesse a ser confirmado acabou sendo negado o envio de ambulância para o local da ocorrência. O relatório destaca ainda que o médico do Samu também negou o envio de uma equipe até o local.

Militares do 1º Batalhão de Polícia Militar (BPM), estiveram na região, mas nenhum suspeito foi encontrado. Equipes da Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) e do Instituto Médico Legal (IML) estiveram no local para realizar os procedimentos.

Através de nota o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) informou que o procedimento para constatação de óbito por arma de fogo é uma atribuição do Instituto Médico Legal (IML), a quem cabe o transporte do corpo.

 

O Samu destacou ainda que não realiza esse serviço e sim o atendimento de urgência, sem risco de morte, e emergência, quando há risco de morte, sejam elas clínicas ou traumáticas, no caso de acidentes.

 

Ainda conforme a nota, a assessoria de comunicação disse que o médico regulador de plantão orientou o solicitante a entrar em contato com o Instituto Médico Legal para que a realização do atestado de óbito e transporte do corpo fossem feitos, haja vista que não havia dúvidas sobre a morte da vítima. O Samu disse ainda que irá averiguar, com mais intensidade, as informações relativas à ocorrência.