Rs=w:350,h:263,i:true,cg:true,ft:cover?cache=true


Um técnico em enfermgem atentou contra a própria vida, na tarde do domingo,24/03 , no bloco cirúrgico de hospital Carvalho Beltrão, Coruripe, municipio alagoano, vindo a falecer,  na manhã desta segunda feira.
Segundo uma fonte,o corpo de  Marcos já agonizante, só foi encontrado após uma hora do acontecido, e socorrido em estado de extrema gravidade. Algumas pessos  relatam  que Marcos deixou um bilhete explicando os motivos do ato tresloucado.
Uma internauta diz que : "A enfermagem, lamentavelmente é crucificada a todo momento,sem contar com  os baixos salários. E isso termina adoecendo os profissionais."

Os profissionais de enfermagem estão no grupo dos mais propensos aos problemas de saúde mental, dentre os quais a depressão e o risco de suicídio.


A Organização Mundial de Saúde (OMS) estima que a depressão é responsável por 4,3% da carga global das doenças e está entre as maiores causas de incapacidade no mundo, particularmente para as mulheres.
Entre os trabalhadores da saúde, os profissionais de enfermagem estão no grupo dos mais propensos aos problemas de saúde mental, dentre os quais a depressão e o risco de suicídio, porque lidam com o sofrimento humano, a dor, a alegria, tristeza e necessitam ofertar ajuda àqueles que necessitam de seus cuidados. Destacam-se, ainda, outros fatores comumente encontrados, como as condições difíceis de trabalho e a falta de reconhecimento profissional.
Sabe-se que a depressão é uma das três doenças mais referidas pelos trabalhadores de enfermagem, para tanto, os responsáveis pelos serviços de saúde devem identificar este problema precocemente, promover a saúde no trabalho, evitar desfechos tristes e fatais, bem como a diminuição ou perda da qualidade da assistência prestada. 
Os altos índices de depressão e riscos para o suicídio contrastam com o trabalho desempenhado pelos profissionais de enfermagem, de quem, geralmente, espera-se o cuidado, mas que também por outro lado, pode necessitar ser cuidado.
"Precisamos que cuidem da  gente .Nós cuidamos de pessoas e também precisamos ser cuidad@s"- sintetiza uma profissional da saúde do municipio de Coruripe.
Que, Marcos descanse em paz, ou precisamos discutir  o suicídio entre os profissionais da saúde,como um problema estrutural.
Com a palavra  os Conselhos de Saúde e orgãos afins.