Thiago Davino/Cada Minuto/Arquivo Rs=w:350,h:263,i:true,cg:true,ft:cover?cache=true José Carlos Malta Marques

Neste segundo turno, o Tribunal Regional Eleitoral (TRE/AL) precisou substituir 64 urnas eletrônicas, um número bem menor do que foi registrado no primeiro turno, conforme a avaliação feita pelo presidente do Tribunal, desembargador José Carlos Malta Marques.

De acordo com o magistrado, a realização do segundo turno neste domingo (28) foi dentro da normalidade e tranquilo, repedindo o mesmo desempenho dito no primeiro turno, com a correção de algumas falhas já detectadas. " O balanço que nós fazemos é de que a eleição do segundo turno foi melhor, o que nós já esperávamos. Foi melhor do que no primeiro turno",  colocou Malta Marques.

Em todo o estado foram 84 ocorrências atendidas pelo TRE/AL com as urnas eletrônicas. Algumas outras ocorrências tiveram a necessidade da intervenção da Secretaria de Segurança Pública, que realizou um forte esquema de segurança para atender os 102 municípios alagoanos.

Para o desembargador, a correção de algumas falhas ocorridas no primeiro turno possibilitou o desempenho melhor da votação neste domingo, inclusive com um número menor de substituição de urnas.