Divulgação Rs=w:350,h:263,i:true,cg:true,ft:cover?cache=true Urna eletrônica

As Executivas Nacionais do Podemos e do PPS declararam neutralidade no segundo turno das eleições entre os candidatos Fernando Haddad (PT) e Jair Bolsonaro (PSL).

Os dois partidos liberaram seus parlamentares e filiados para escolherem um dos candidatos, seguindo movimento de outras siglas como DEM, PP e PR.

Segundo o PPS, as candidaturas de Jair Bolsonaro (PSL) e de Fernando Haddad (PT) "trazem a marca de uma conflagração que alimenta radicalismos políticos sob a insígnia do 'nós contra eles', que ameaçam o próprio processo democrático".

Já o Podemos, do senador Alvaro Dias (PR), que disputou o primeiro turno da eleição, afirmou que "defende mais transparência, mais participação e mais democracia para o país".