Rs=w:350,h:263,i:true,cg:true,ft:cover?cache=true

São 92 jogos oficiais pela Seleção Brasileira e 59 gols. Esses são os números de Neymar, camisa 10 absoluto da seleção de Tite. Mas será que a jovem estrela conseguirá alcançar os 95 gols feitos com a canarinha pelo maior jogador de todos os tempos, Pelé?

Neymar já ultrapassou Romário (56 gols) e conquistou a quarta posição como maior goleador da seleção, ficando atrás de Zico (66), Ronaldo Fenômeno (67 gols) e Pelé (95 gols). Outra conquista é que o atual camisa 10, com 25 anos, já marcou mais gols que todos os seus adversários com a mesma idade — todos, menos Pelé.

Enquanto ainda há muitas apostas sobre o assunto — você pode conferir algumas delas no site  beachsoccerbrasil.com  [São 92 jogos oficiais pela Seleção Brasileira e 59 gols. Esses são os números de Neymar, camisa 10 absoluto da seleção de Tite. Mas será que a jovem estrela conseguirá alcançar os 95 gols feitos com a canarinha pelo maior jogador de todos os tempos, Pelé? A verdade é que já é um consenso — entre as estatísticas e os comentaristas de futebol — que Neymar vai superar o recorde de Pelé com a Seleção. Mas por que? Neymar já ultrapassou Romário (56 gols) e conquistou a quarta posição como maior goleador da seleção, ficando atrás de Zico (66), Ronaldo Fenômeno (67 gols) e Pelé (95 gols). Outra conquista é que o atual camisa 10, com 25 anos, já marcou mais gols que todos os seus adversários com a mesma idade — todos, menos Pelé. Mas ainda há muito espaço para melhora, visto que hoje, capitão oficial da Seleção de Tite, dificilmente Neymar ficará de fora de algum jogo do Brasil pelos próximos anos. Além disso, existem três razões principais para acreditar que Neymar conseguirá superar a marca de Pelé. Baixa concorrência Neymar é protagonista da Seleção e não é de hoje. Desde que vestiu a camisa amarela, o atacante nunca teve concorrência à altura na sua posição, tendo jogado todos os jogos como titular desde os 18 anos. Não era o caso de Romário, por exemplo, que tinha Careca como titular da posição quando começou e ainda enfrentou muitos problemas por conta do seu comportamento polêmico. Início precoce Não é exagero dizer que o time gira em torno de Neymar, algo que aconteceu somente com Pelé, de todos os seus concorrentes. Pelé também é o único que marcou seu primeiro gol mais novo do que atual camisa 10, aos 16 anos. A média de gols de Neymar também já é a mesma que a de Ronaldo Fenômeno (0,64 gols por jogo), com espaço para melhorar, especialmente se esse protagonismo lhe acompanhar por mais alguns anos, sem nenhuma nova estrela aparecendo na Seleção. Condição física e número de jogos Por último, a razão pela qual a maioria acredita que Neymar vai superar Pelé é que o primeiro ainda tem muito tempo com a Seleção pela frente. Pelé aposentou a amarelinha aos 31 anos. Na época, essa era a média de idade que um jogador se aposentava, enquanto hoje espera-se que essa idade seja maior. Ou seja, Neymar ainda terá mais tempo para jogar com a Seleção do que Pelé teve, além disso, ele convive com poucas contusões se comparado com seus outros concorrentes. Ronaldo e Zico tiveram problemas que os mantiveram longe do time do Brasil por um bom tempo, especialmente o primeiro, que ficou dois anos e meio fora por conta de uma lesão no joelho. Já Neymar só perdeu dois jogos, na Copa de 2014, devido à falta que sofreu no jogo contra a Colômbia. Para completar, enquanto na época de Pelé a Seleção fazia uma média de 8 jogos por ano, atualmente o time de Tite joga cerca de 11 partidas anualmente. Ou seja, Neymar terá mais oportunidades do que o Rei para superar seus 95 gols. E, verdade seja dita, 33 gols (marca falta para chegar lá), não é nada para um jogador que marcou 42 nos seus quatro primeiros anos com sua amarelinha. Cenas dos próximos capítulos.]beachsoccerbrasil.com, não há dúvidas de que Neymar ainda terá muito espaço para melhorar, visto que hoje, capitão oficial da Seleção de Tite, dificilmente ficará de fora de algum jogo do Brasil pelos próximos anos. Além disso, existem três razões principais para acreditar que Neymar conseguirá superar a marca de Pelé.

Baixa concorrência

Neymar é protagonista da Seleção e não é de hoje. Desde que vestiu a camisa amarela, o atacante nunca teve concorrência à altura na sua posição, tendo jogado todos os jogos como titular desde os 18 anos. Não era o caso de Romário, por exemplo, que tinha Careca como titular da posição quando começou e ainda enfrentou muitos problemas por conta do seu comportamento polêmico.

Início precoce

Não é exagero dizer que o time gira em torno de Neymar, algo que aconteceu somente com Pelé, de todos os seus concorrentes. Pelé também é o único que marcou seu primeiro gol mais novo do que atual camisa 10, aos 16 anos. A média de gols de Neymar também já é a mesma que a de Ronaldo Fenômeno (0,64 gols por jogo), com espaço para melhorar, especialmente se esse protagonismo lhe acompanhar por mais alguns anos, sem nenhuma nova estrela aparecendo na Seleção.

Condição física e número de jogos

Por último, a razão pela qual a maioria acredita que Neymar vai superar Pelé é que o primeiro ainda tem muito tempo com a Seleção pela frente. Pelé aposentou a amarelinha aos 31 anos. Na época, essa era a média de idade que um jogador se aposentava, enquanto hoje espera-se que essa idade seja maior. Ou seja, Neymar ainda terá mais tempo para jogar com a Seleção do que Pelé teve, além disso, ele convive com poucas contusões se comparado com seus outros concorrentes.

Ronaldo e Zico tiveram problemas que os mantiveram longe do time do Brasil por um bom tempo, especialmente o primeiro, que ficou dois anos e meio fora por conta de uma lesão no joelho. Já Neymar, perdeu somente dois jogos, na Copa de 2014, devido à falta que sofreu no jogo contra a Colômbia.

Para completar, enquanto na época de Pelé a Seleção fazia uma média de 8 jogos por ano, atualmente o time de Tite joga cerca de 11 partidas anualmente. Ou seja, Neymar terá mais oportunidades do que o Rei para superar seus 95 gols. E, verdade seja dita, 33 gols (marca falta para chegar lá), não é nada para um jogador que marcou 42 nos seus quatro primeiros anos com sua amarelinha. Cenas dos próximos capítulos.