Rs=w:350,h:263,i:true,cg:true,ft:cover?cache=true

As principais organizadoras de concursos públicos do país estão tomando medidas em relação à nova gripe para evitar que haja contaminação entre os candidatos durante os exames. Mas nenhuma delas pretende suspender os exames por conta da pandemia.

O G1 ouviu a Escola de Administração Fazendária (Esaf), a Coordenadoria de Apoio a Instituições Públicas (Caip), a Fundação Conesul, a Fundação Vunesp, a Fundação Cesgranrio, a Consulplan, a Fundação Carlos Chagas e a Fundação Universa.

Em um comunicado divulgado no dia 13, o Centro de Seleção e de Promoção de Eventos da Universidade de Brasília (Cespe/UnB) informou que reduzirá o número de candidatos por sala e que instalará sabão líquido e papel toalha em todos os banheiros. Haverá ainda um médico de plantão para eventuais emergências (veja mais informações abaixo).

 

 

Esaf

A Esaf informou que evitará o uso de ar-condicionado e as janelas das salas ficarão abertas. A organizadora informou que a utilização de máscaras cirúrgicas é facultativa. Caso as gestantes solicitem será disponibilizada uma sala especial para a realização das provas.

O candidato pode pedir para fazer prova em local isolado dos demais, desde que faça o pedido com antecedência e fundamentação.

 

 

Conesul

As provas são realizadas em salas com o maior arejamento possível. A fundação informou que as provas serão adiadas somente por determinação das autoridades sanitárias e os candidatos que não quiserem prestar concurso, estando com boa saúde, não terão a inscrição devolvida.

As grávidas que solicitarem atendimento especial, em sala separadas, serão atendidas. Os candidatos com sintomas de gripe não deverão fazer prova e não poderão fazê-la em outro dia. A fundação deixou, no último concurso realizado, uma ambulância à disposição com médico de plantão.

O candidato poderá pedir para ficar em sala isolada, mas será levado em conta o número de locais disponíveis. O candidato pode usar máscara na sala. Segundo a Conesul, as medidas serão mantidas até que as autoridades sanitárias suspendam o sinal de alerta.

 

 

Caip

A Coordenadoria de Apoio a Instituições Públicas informou que realiza a completa higienização dos locais de prova, disponibiliza álcool gel nas salas e, se necessário, separa os candidatos que apresentam sintomas ou sejam suspeitos de serem portadores do vírus H1N1.

As taxas somente poderão ser devolvidas se houver determinação das autoridades sanitárias proibindo a concentração em salas de aula e se o concurso for suspenso.As grávidas podem ter atendimento especial e, caso prefiram, farão prova em sala separada
 

Candidatos que se declararem com sintomas de gripe poderão fazer a prova em locais separados, entretanto, não haverá possibilidade de realizar a prova em outro dia em decorrência do sigilo.

 

Entretanto, o candidato não poderá usar máscara nas salas.

As medidas serão tomadas até que as autoridades sanitárias considerem que a epidemia esteja sob total controle.

 

Fundação Carlos Chagas


A Fundação Carlos Chagas informou que, na medida do possível, será reduzido o número de candidatos por sala e que os candidatos terão à disposição máscaras de proteção.


As janelas e portas das salas de prova deverão ficar abertas para ventilação e os sanitários serão higienizados com maior frequência. De acordo com a entidade, também serão fornecidos aos candidatos, sempre que utilizarem o sanitário, lenços descartáveis umedecidos com álcool.


As grávidas que solicitarem tratamento diferenciado serão atendidas. Não haverá impedimento quanto ao uso de máscaras. Além disso, candidatos com sintomas da nova gripe não serão impedidos de fazer a prova. Dependendo do caso, eles ficarão isolados dos demais candidatos.

 

 

 

Unesp

A Fundação Vunesp informou que tem seguido as recomendações e orientações do Ministério da Saúde com relação à gripe suína, de forma a resguardar os candidatos nos dias de prova.

 

Cesgranrio

A Fundação Cesgranrio informou que as salas são mantidas com janelas abertas e condicionadores de ar desligados, disponibiliza salas especiais de isolamento para candidatas grávidas; oferece sabão líquido e toalhas de papel nos banheiros; presta atendimento médico nos locais de prova; reduziu o número de candidatos por salas e permitiu a utilização de máscaras.

 

Consulplan

A entidade disponibilizará um maior número de salas com menos candidatos em cada uma, álcool gel nos banheiros e nas salas, além de utilização de número maior de sanitários, evitando maior concentração de candidatos num mesmo espaço fechado.


A Consulplan informou que não pretende aplicar nenhuma prova de concurso público nos próximos 60 dias, por isso, marcou todos os exames que seriam aplicados em setembro e outubro para o mês de novembro, com exceção da Prefeitura de Cardoso Moreira (RJ), cuja prova será na segunda quinzena de setembro.

 

O atendimento especial para gestantes será estudado individualmente com base no edital, na legislação vigente e nas recomendações do departamento de epidemiologia local.


O candidato poderá usar máscara na sala, desde que ela passe pela vistoria da fiscalização do processo seletivo antes do início da prova.

 

Cespe/UnB

Em cada local de aplicação de provas, o Cespe/UnB vai disponibilizar sabão líquido e papel toalha em todos os banheiros, além de um médico de plantão para o caso de uma emergência. Também estão previstos a redução do número de candidatos por sala e o treinamento dos coordenadores de aplicação de provas para que saibam como lidar com eventuais ocorrências.


As mulheres grávidas que desejarem receber atendimento especial no dia do concurso deverão fazer a solicitação por meio da Central de Atendimento do Cespe/UnB. Salas especiais serão reservadas para esse público em cada local de prova.


Nenhum candidato será impedido de fazer prova. É recomendado, no entanto, que pessoas com sintomas de gripe não frequentem ambientes aglomerados. Assim, cabe a cada candidato avaliar – caso apresente algum sintoma próximo a data do concurso – se deve ou não comparecer às provas.


O candidato poderá usar máscara durante todo o período de prova. Nesse caso, deverá passar pelos procedimentos de segurança.